Skip to Main Content

Jardim de Lou Lim Ieoc

O mais tipicamente chinês de todos os jardins de Macau, o Jardim Lou Lim Ieoc foi mandado construir no Séc XIX por Lou Lim, um rico mercador chinês que o deixou em herança a seu filho Lou Lim Ieoc. Com a decadência da fortuna da família, o jardim ficou ao abandono. Adquirido posteriormente pelo Governo, foi restaurado e aberto ao público em 1974.

Concebido no estilo de Suzhou, o mais famoso de todos os jardins clássicos chineses, é totalmente murado, uma verdadeira paisagem em miniatura, com trilhos estreitos serpenteando entre pequenos bosques de bambu e arbustos floridos, sob "montanhas" construídas em cimento que conduzem a um grande tanque povoado de carpas douradas e flores de lótus.

Uma ponte com nove curvas ziguezagueia ao longo do lago (porque, de acordo com as crenças tradicionais, os maus espíritos só se deslocam em linha recta), conduz a um pavilhão em estilo pseudo-victoriano da Dinastia Ching. Este pavilhão é frequentemente utilizado para exposições artísticas, servindo também de auditório para recitais durante o Festival Internacional de Música.